Inicio ⁄ Jornada Mundial da Juventude Rio 2013 ⁄ História da JMJ

História da JMJ

Tudo começou com uma reunião liderada pelo Papa João Paulo II em 1984. Era um amor, ansiava por Deus e acolhido pelos jovens. Voces precisam ter ouvidos e corações abertos para recebê-los. O Mundo JMJ, como foi chamado depois de 1985, o mundo continua a mostrar evidências de uma fé viva, transformando, mostrando o rosto de Cristo em cada jovem. Cerca de 300 mil jovens se reuniam com o Santo Padre na Praça de São Pedro, em 1984, quando ele entregou o Dia da Cruz Peregrina.

E assim as reuniões seguidas em Roma (1986 - Diocesana), Buenos Aires (Argentina - 1987), Santiago de Compostela (Espanha - 1989), Czestochowa (Polônia, 1991), Denver (EUA - 1993) Manila (Filipinas - 1995) , Paris (França - 1997), Roma (Itália - 2000), Toronto (Canadá - 2002) e de Bento XVI em Colônia (Alemanha - 2005), Sydney (Austrália - 2008) e Madrid (Espanha - 2011).

As cidades-sede da conferência de ganhar uma cor diferente. Milhares de nacionalidades mistas, e integrada. Coisas que são consideradas obstáculos, tais como a diversidade de línguas e culturas se torna atraente em uma JMJ. Além do fato de estarem em outro país, com a sua participação na JMJ, encantos turísticos requerem um corpo preparado para a peregrinação e, um coração puro e aberto para receber as coisas maravilhosas que Deus tem reservado para cada um de nós.

Son catequesis, testimonios, vivencias, ejemplos de amor al prójimo y a la Iglesia, festivales de música y actividades culturales. En fin, un encuentro de corazones que creen, movidos por la misma Fe, y la esperanza, que la fraternidad en la diversidad es posible.São catequeses, testemunhos, experiências, exemplos de caridade e à Igreja, festivais de música e atividades culturais. Finalmente, um encontro de corações que acreditam, movidos pela mesma fé e esperança, que a fraternidade na diversidade é possível.